segunda-feira, 04 de maio de 2020

O Governo Municipal emitiu, nesta segunda-feira (04), um novo decreto que autoriza o funcionamento, com restrições, das óticas em Garanhuns. A nova medida é válida a partir desta terça-feira (05), e segue as determinações e recomendações da Classificação Nacional das Atividades Econômicas (CNAE), que inclui o segmento de óticas no comércio de produtos farmacêuticos, perfumarias e cosméticos e artigos médicos.

Desta forma, fica permitido o funcionamento das óticas no município, desde que o atendimento interno seja realizado através de agendamento com hora marcada, no intuito de evitar aglomerações nos estabelecimentos, como medida preventiva à Covid-19.

O decreto também traz diversas recomendações aos estabelecimentos, entre elas a intensificação das ações de limpeza, disponibilização de álcool em gel 70% ou equivalente profilático, ou pia e sabão, para uso dos clientes; equipamentos de proteção individual para funcionários, e adoção de estratégias que reduzam o tempo de atendimento e métodos eletrônicos de pagamento.

Em caso de descumprimento das recomendações, fica autorizado, aos órgãos competentes, a apuração de eventuais práticas de infrações sanitárias, previstas na Lei Municipal nº 3930 de 12 de setembro de 2013 (Código Sanitário Municipal).

segunda-feira, 04 de maio de 2020

Em um ofício encaminhado na tarde de hoje ao presidente da Caixa Econômica Federal – CEF, Pedro Duarte Guimarães, o Governo de Pernambuco colocou à disposição da instituição a estrutura do Centro de Convenções e as escolas  públicas de ensino da Região Metropolitana para serem utilizadas como locais de orientação sobre o auxílio emergencial. O governador Paulo Câmara gravou um pronunciamento e solicitou que o Ministério da Saúde apoie as medidas para aumentar o isolamento social no Grande Recife.

No mesmo documento, Paulo Câmara solicita que a CEF abra negociações com outros bancos para que o pagamento do auxílio emergencial seja feito também por outras instituições bancárias. Um ofício com as mesmas solicitações foi enviado à Federação Brasileira de Bancos – Febraban. O governador se prontificou a disponibilizar o aparato policial do Estado para garantir a segurança nesses locais.  Em um documento encaminhado ao Ministério da Saúde, o governador de Pernambuco solicitou apoio para implantação de medidas mais vigorosas e  o reconhecimento público da necessidade do endurecimento do distanciamento social na Região Metropolitana do Recife.

Essa área concentra 90% dos casos confirmados de Covid-19 no Estado. “Chegamos a um ponto extremamente crítico. Nosso sistema de saúde está sobrecarregado e não há outra alternativa a não ser reforçarmos de forma vigorosa o distanciamento social”, destacou Paulo Câmara. 
NOVOS RESPIRADORES – O Governo do Estado recebeu, na tarde de hoje (02.05), do Governo Federal, uma remessa de 30 respiradores, 40 mil testes rápidos e 133 mil Equipamentos de Proteção Individual – EPIs, como luvas, máscaras, aventais e toucas. Na última terça-feira, durante reunião por videoconferência com o ministro da Saúde, o governador Paulo Câmara havia solicitado 65 equipamentos para Pernambuco. Assim, somando-se aos outros 40 respiradores que chegaram no mês de abril, o Governo Federal enviou a Pernambuco 70 máquinas.

Até o momento, o Governo Estadual já comprou, com recursos próprios, 500 respiradores de fornecedores do Brasil e do exterior.  Desse total, 35 já foram entregues e os demais são aguardados para as próximas semanas. Outros 80 respiradores, que já estavam na rede estadual, passaram por serviços de manutenção e recuperação e agora também estão salvando vidas nas unidades de saúde.  Essas máquinas estão sendo utilizadas no esforço permanente para ampliar a abertura de novos leitos de UTIs dedicados exclusivamente aos pacientes de covid-19.

“A rede estadual de Saúde conta até o momento, com 867 leitos, sendo 423 UTIs e 444 enfermarias, exclusivos para o atendimento de vítimas da pandemia. Também convocamos, desde o início da crise, mais de 5 mil profissionais de saúde para trabalhar na linha de frente”, enfatizou o governador Paulo Câmara.

sábado, 02 de maio de 2020

O Blog do Ronaldo Birunda publicou na última quinta-feira, dia 30 de abril de 2020, uma matéria com o título: TAXA DE MORTALIDADE PELA COVID-19 EM GARANHUNS PASSA DE 27%. O assunto repercutiu muito nas redes sociais e na região e, por isso, pedimos explicações sobre os procedimentos que estão sendo adotados no Município para combater a doença e quais os possíveis motivos que levaram ao alto índice de mortalidade na cidade. Obtivemos a seguinte resposta da administração:

 “A Prefeitura de Garanhuns, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, esclarece que segue todos os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde (SES), para busca e encaminhamento de pacientes com sintomas de Covid-19, para testagem laboratorial. Desta forma, os testes são destinados exclusivamente para aqueles que apresentam quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). 

A pasta ressalta ainda que todos os pacientes graves são encaminhados para acompanhamento e tratamento em leitos de UTI de hospitais da rede pública estadual, que atendem às demandas de alta complexidade.

A taxa de letalidade atual de 27% da Covid-19 está relacionada diretamente ao número de óbitos e a quantidade de casos confirmados no município. Desta forma, o percentual em Garanhuns, acompanha os números registrados em outros municípios situados em território estadual e nacional. É importante também, destacar que este percentual é variante, sendo atualizado diariamente, de acordo com a quantidade de casos diagnosticados da doença.

O Governo Municipal segue empenhado em promover ações diretas de prevenção e enfrentamento a disseminação da Covid-19 em Garanhuns. Para isso, estão sendo empregados recursos financeiros e humanos em iniciativas como a readequação de uma estrutura física com 30 leitos de retaguarda, além da fiscalização de linhas de ônibus intermunicipais e interestaduais, que chegam ou saem do município; monitoramento e orientação de casos suspeitos e confirmados de Covid-19; distribuição de máscaras e álcool 70%, entre outros.

Por fim, a Secretaria Municipal de Saúde destaca seu compromisso com a população de Garanhuns, principalmente no repasse de todos os dados, de maneira transparente, durante o período de pandemia de Covid-19.” Assessoria de Comunicação Social e Imprensa — (ACSI)

quinta-feira, 30 de abril de 2020

O Município de Garanhuns, no Agreste do Estado, está chamando a atenção das autoridades de saúde por conta da preocupante estatística no número de óbitos por conta do Covid-19. Segundo o boletim diário que foi divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde na tarde desta quinta-feira (30), já foram confirmados 18 casos na cidade, dos quais, 5 vieram a óbito, ou seja, 27,7% dos infectados morreram.

Para se ter uma ideia da gravidade apontada pelos números, a taxa de letalidade no país não passa de 7%, neste caso, Garanhuns tem hoje o quádruplo da média nacional de mortes. Apesar de todo o esforço que vem sendo feito para conter o vírus, os números mostram que a doença está em plena expansão e chegando rapidamente nas pequenas cidades do interior, onde não se tem quase nenhuma estrutura para cuidar dos doentes, o que pode agravar ainda mais a situação.

A última morte confirmada na cidade das Flores foi de um homem, de 58 anos, morador do bairro Severiano Moraes Filho, que estava internado em hospital da rede pública estadual, onde veio a óbito na última segunda-feira (27). Os familiares e pessoas que tiveram contato direto com o caso confirmado, estão sendo monitorados e orientados, por meio das equipes de Vigilância Epidemiológica e Atenção Básica do município, com o objetivo de que cumpram o período determinado de isolamento domiciliar. Este blogueiro entrou em contato com a Secretaria de Saúde de Garanhuns para obter mais informações sobre o alto número de mortes na cidade e aguarda respostas.

quinta-feira, 30 de abril de 2020

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, informa que foi confirmado, nesta quinta-feira (30), após resultado de testagem laboratorial emitido pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE), mais um caso de óbito por Covid-19 no município de Garanhuns.

O caso é de um homem, de 58 anos, morador do bairro Severiano Moraes Filho, que estava internado em hospital da rede pública estadual, onde veio a óbito na última segunda-feira (27).

Os familiares e pessoas que tiveram contato direto com o caso confirmado, estão sendo monitorados e orientados, por meio das equipes de Vigilância Epidemiológica e Atenção Básica do município, com o objetivo de que cumpram o período determinado de isolamento domiciliar.

Garanhuns tem 18 casos confirmados para Covid-19. Deste total, cinco pessoas vieram a óbito, quatro estão recuperadas, e nove pessoas que foram confirmadas com Covid-19 estão em fase de tratamento/isolamento.

quinta-feira, 30 de abril de 2020

A Prefeitura de Iati, através da Secretaria Municipal de Saúde, está realizando, diariamente, blitzes sanitárias para evitar que o Coronavírus se prolifere na cidade, povoados e zonas rurais. Ao serem parados, os motoristas e pilotos têm seus veículos desinfectados e também passam por uma consulta para saber se eles ou alguém do convívio próximo apresentaram algum sintoma da Covid-19. Pela imagem, vemos que a atual gestão está empenhada na prevenção de doenças e preocupada com a saúde do povo.

quarta-feira, 29 de abril de 2020

Na manhã desta quarta-feira (29/04) a Secretaria de Saúde de Águas Belas confirmou o primeiro caso do novo Coronavírus no município. Em entrevista ao IGS Web, Geórgia Nunes, da Coordenação Vigilância em Saúde, falou sobre o caso: “O caso positivo estava sendo monitorado pela vigilância epidemiológica há 15 dias, e na semana passada deu entrada no Hospital Municipal João Secundino de Souza com dificuldade respiratória onde foi atendido pelo médico da unidade, estabilizado e orientado a permanecer em isolamento domiciliar. Realizou exame sorológico particular com resultado positivo para Covid-19”.

Ainda segundo informações, a coleta do material para exame foi realizada na última quinta-feira (23), o resultado chegou hoje a Vigilância em Saúde. “A família está sendo acompanhada pela equipe da atenção primária responsável pela área onde o paciente reside”, pontuou Geórgia. O paciente em questão é um homem de 43 anos. O quadro clínico é estável, sem sintomas graves e segue sendo acompanhado pelas equipes de saúde municipais. 

Vale ressaltar que o momento não é, nem deve ser de pânico, mas sim de redobrar os cuidados e reforçar a quarentena, o afastamento social e demais medidas de proteção, orientadas desde o início da pandemia pelas autoridades e técnicos em saúde. Com informações do Blog Agreste Violento

quarta-feira, 29 de abril de 2020

Começaram a chegar a Pernambuco, na tarde de hoje (26.04) os 13 primeiros respiradores, dos 35 que a Justiça determinou a busca e apreensão na empresa Intermed, em São Paulo. Segundo o governador Paulo Câmara, que fez o anuncio em vídeo pelas redes sociais, esses novos equipamentos devem começar a ser distribuídos para a rede de saúde a partir de amanhã.

As máquinas foram apreendidas pela Comarca da cidade de Cotia na sexta-feira, dia 24. A expectativa é que até a próxima terça-feira, os outros 22 respiradores também já estejam desembarcando em Pernambuco. A busca e apreensão dos equipamentos foi determinada pelo juiz Teodomiro Noronha Cardoso, da 3ª Vara da Fazenda Pública do Recife, atendendo a uma ação impetrada pela procuradoria geral do Estado.

Os 35 respiradores foram comprados pelo Governo de Pernambuco e deveriam ter sido entregues pela empresa Intermed Equipamento Médico Hospitalar Ltda. desde no último dia 20 de março. A empresa alegava que estava impedida de efetuar a entrega, pois o material teria sido requisitado pelo Governo Federal. O Ministério da Saúde respondeu, através de ofício, que esses aparelhos não foram objeto de requisição administrativa feita pela União.

Mesmo diante dos fatos, a empresa respondeu negativamente e a PGE agiu junto à Justiça garantindo o direito do Estado em relação ao recebimento imediato dos equipamentos. “Essa é uma luta diária. Abrir novos leitos envolve além do espaço físico nos hospitais, os recursos humanos, os insumos e muitos outros detalhes importantes para atender os pacientes”, destacou Paulo Câmara e prosseguiu: “Nosso esforço para abrir novos leitos continua. Chegamos hoje a 712 novos leitos na nossa rede estadual, sendo 333 de UTI e 379 de enfermaria”.

terça-feira, 28 de abril de 2020

O Município de Saloá, no Agreste Pernambucano, recebeu nesta segunda-feira (27), 11 (onze) leitos de retaguarda preparados para receber pacientes vítimas do novo Coronavírus, dois deles especialmente equipados com respirador para casos graves. Estes últimos, isolados dos demais. A entrega do novo setor de tratamento foi feita pelo prefeito Ricardo Alves e pela secretária de saúde Manuela Torres.

Entre os leitos disponíveis, existem alguns destinados ao uso pediátrico. Os equipamentos foram todos instalados em um prédio anexo (separado) do Hospital Josina Godoy, com todo cuidado possível para dar segurança à população e aos profissionais de saúde envolvidos no tratamento do Covid-19.

“Espero que não seja preciso utilizar estes equipamentos, mas, caso necessite, estaremos preparados. E mais uma vez eu recomendo, não saiam de casa!”, disse o prefeito. Esta é mais uma medida da gestão no combate a Covid-19.

domingo, 26 de abril de 2020

A maioria dos deputados já apoia a destinação dos R$ 2 bilhões reservados ao custeio das eleições municipais deste ano para ações de combate à pandemia do novo coronavírus. Pelo menos 264 parlamentares afirmam que votariam a favor de projeto que alterasse a finalidade do fundo eleitoral diante da situação de emergência do País. Enquete feita pelo Estado nos últimos 20 dias mostra, ainda, que esse número pode ser maior, já que 94 deputados não foram encontrados para opinar. 

A menos de seis meses para o primeiro turno das eleições, marcado para 4 de outubro, o adiamento do pleito não está definido. No Congresso, não há um debate oficial sobre a questão. Já a proposta de transferir recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha para a Saúde, que depende de maioria simples para ser aprovada, é objeto de 11 projetos de lei, apresentados desde março.

As propostas foram elaboradas por parlamentares de oito partidos – PL, PSL, PSDB, Novo, PDT, PROS, PSB e Avante – com base no caráter emergencial da medida, mas nenhuma foi pautada pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ele argumenta que a utilização do recurso bilionário está prevista na “PEC da guerra”, aprovada por deputados e senadores neste mês.

A proposta de emenda à Constituição trata do uso de fundos, mas não cita o que paga campanhas eleitorais. Tanto que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), negou a inclusão dessa possibilidade no texto votado pelos senadores. Segundo ele, diante das medidas anunciadas pelo governo, avaliadas em R$ 568 bilhões, o uso do fundão não se faz necessário. Para Alcolumbre, que tem o apoio das cúpulas do Senado e da Câmara, o pedido é “demagogia”.

Na divisão por partidos, o placar do Estado mostra que apenas as bancadas do Novo, do PV e do Patriota fecharam questão sobre transferir os recursos do fundo eleitoral para a crise do coronavírus. Mas em outras cinco bancadas esse apoio passa dos 60% – como Cidadania, PDT e PSDB. Para a deputada Carla Zambelli (PSL-SP), autora de projeto assinado por outros 15 parlamentares, a destinação do fundo eleitoral para o combate à pandemia ainda forçaria as campanhas a serem mais baratas.

“Tanto a minha eleição como a do presidente Jair Bolsonaro foram possíveis sem dinheiro do fundo eleitoral. Está provado que uma pessoa consegue se eleger sem esse fundo. É um momento muito excepcional para a população e para o País e esse dinheiro pode fazer falta no combate ao coronavírus.” Em outros partidos, no entanto, há deputados que consideram que ainda não se chegou ao momento de definir uma mudança no uso do fundo. “Sinceramente, não sei como, no meio de uma confusão como essa, ainda tem deputado que consegue pensar em eleição.

Nós, da bancada do PCdoB, não discutiremos esse tema enquanto houver estado de emergência. O foco, agora, é tentar encontrar saídas para o País”, disse a líder do partido, Perpétua Almeida. No PT, 6 disseram ser a favor, 8 são contra, 31 deputados não quiseram responder e 8 não foram encontrados. “Temos outras maneiras de financiar o combate ao coronavírus. Isso é desculpa para a volta do financiamento de campanha com dinheiro privado”, afirmou o deputado Zé Carlos (PT-MA). Fonte: MSN.com