FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO ABRE CURSOS GRATUITOS PELA INTERNET

sexta-feira, 03 de abril de 2020

A Fundação Joaquim Nabuco está ativa em meios digitais. Por meio de teletrabalho, os colaboradores da Casa têm se empenhado para continuar prestando serviços à sociedade. As tão faladas videochamadas são aliadas nesse período de trabalho a distância. Pesquisas sobre o COVID-19, cursos online, aulas e defesas de teses, acervos de todos os tipos, visitas e pesquisas virtuais fazem parte do conteúdo gratuito disponível para o público. “Desde o anúncio da pandemia do coronavírus, a Fundaj tem adotado as medidas necessárias, tendo em vista o caráter delicado da situação. Estamos funcionando em regime especial. A casa continua ativa, oferecendo serviços e cultura digital”, afirmou o presidente da Fundaj, Antônio Campos.

A 103ª Reunião Ordinária do Conselho Diretor (Condir) da instituição aconteceu via Skype, na última quinta-feira (26) do mês de março. Os conselheiros aprovaram a proposta de plataforma online para operacionalização de alguns cursos, pela Diretoria de Formação Profissional e Inovação (Difor), a continuação dos trabalhos em home office com a presença física diária de um núcleo gerido pelo presidente na Casa e, também, a criação da comissão de planejamento e orçamento para 2020. Além disso, acontecem reuniões frequentes para monitoramento de crise.

Cursos da Difor: Dando continuidade aos cursos presenciais que foram interrompidos no dia 14 de março, a Diretoria de Formação Profissional e Inovação (Difor) retomará as aulas por meios online. Os alunos do curso “Revisão Linguística” e “Avaliação de Políticas Públicas” – o segundo em parceria com a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) – terão aulas a distância. O curso “Revisão Linguística” acontecerá por meio do serviço de videoconferência online Zoom. A volta às aulas está programada para a próxima terça-feira (7), seguindo o horário dos encontros presenciais, das 19h às 22h. “Essa é uma ferramenta fantástica, que permite a atividade simulada ao presencial. O Zoom possibilita o envio de arquivos, transmissão de apresentações, assim como perguntas e resposta. Nossa equipe acompanhará esses momentos, a fim de dar o suporte necessário”, destacou o diretor de Formação, Wagner Maciel.

Já a formação “Avaliação de Políticas Públicas”, terá suas atividades reunidas no software educacional gratuito “Moodle” ainda na próxima semana. Os encontros seguem sob orientação do professor Écio Costa. Dessa forma, garante-se a participação sem perdas ao aprendizado. Em breve, os alunos de ambos os cursos serão contactados por e-mail com as especificações de cada plataforma e orientações para o devido uso. As palestras do iNova Fundaj, projeto onde é falado sobre inovação na gestão pública, também terá um formato online. A partir do dia 15 de abril, os encontros digitais acontecerão uma vez por semana. Sempre nas quartas-feiras, das 19h às 20h30. Para isso ser possível, a plataforma Zoom será utilizada e os participantes deeverão se inscrever previamente pelo Sympla. Nos meses de abril e maio, respectivamente, serão ofertados, em formato remoto, os cursos Introdução ao Moodle e o de Formação de Tutores em Moodle, serão oferecidos em EAD. Ambos para 50 pessoas.

Por meio do Ensino a Distância (EAD), existe a possibilidade de serem operacionalizadas propostas de cursos a serem desenvolvidos por servidores da Casa, e também novas ideias. Eles poderão elaborar e ofertar minicursos de 12 a 30 horas aulas. Em breve, outras informações serão divulgadas nas nossas redes. Os alunos dos cursos que funcionarão a Distância serão informados assim que os detalhes forem ajustados.

Pesquisas: Visando oferecer pesquisas e análises sobre o novo Coronavírus (COVID-19), os pesquisadores da Fundaj têm desenvolvido algumas ações. Exposição de conhecimentos e plataforma online fazem parte dos trabalhos desenvolvidos. Por meio de seu Núcleo de Inovação em Políticas Públicas (NISP), que é ligado à presidência da Casa, a instituição acompanha os desdobramentos socioeconômicos causados pelo vírus que já atinge 6.836 pessoas em 20 estados brasileiros e no Distrito Federal. O Núcleo avalia a repercussão da pandemia e faz análises com possíveis sugestões de soluções para reparar danos em âmbito federal, com foco para a Região Nordeste. As reuniões, realizadas por Skype, são destinadas a pensar soluções para o Brasil pós pandemia. As contribuições são alinhadas ao importante pacote de medidas para minimizar efeitos do coronavírus, proposto pelo Governo Federal sob liderança do ministro Paulo Guedes.

Já o Centro Integrado de Estudos Georreferenciados para a Pesquisa Social (Cieg) da Fundaj desenvolveu um mapa que traz, diariamente, uma atualização da pandemia do COVID-19 no estado de Pernambuco, relacionando números de casos com a vulnerabilidade social. A geotecnologia de responsabilidade do pesquisador Neison Freire está disponível no site da Fundaj (www.fundaj.gov.br). “O monitoramento dos casos é atualizado diariamente, a partir dos informes epidemiológicos divulgados pela Secretaria de Saúde de Pernambuco. Além disso, os pesquisadores do Cieg adicionaram uma camada de vulnerabilidade social ao material”, explica o coordenador do Cieg, Neison Freire.

ProfSocio: Por meio de videochamadas, o Mestrado Profissional de Sociologia em Rede Nacional (ProfSocio) tem realizado defesas de dissertação e mantido suas atividades neste período. A disciplina Teoria das Ciências Sociais 3, com Joanildo Burity, dispõe de aulas online, incluindo chats entre alunos e professor. A experiência de avaliar virtualmente a defesa das pesquisas foi positiva. “Deu resultado. Combinamos com os participantes da banca via WhatsApp e utilizamos o Skype para a sala de videoconferência. Com os pacotes free existentes no mercado, conseguimos analisar os trabalhos, assim como o aluno e a aluna não tiveram problemas para defender a dissertação”, explicou a vice-coordenadora do ProfSocio da Fundaj, Darcilene Gomes.

Acervo Audiovisual: A Fundação Joaquim Nabuco disponibiliza um vasto acervo de produtos audiovisuais. O site da Cinemateca Pernambucana (cinematecapernambucana.com.br) disponibiliza 161 obras para você assistir na plataforma digital. São filmes, séries e documentários produzidos e dirigidos por realizadores pernambucanos. Na aba “acessibilidade” você encontra uma seleção de filmes do projeto Alumiar, disponíveis com acessibilidade comunicacional de Audiodescrição (AD) para pessoas cegas ou com baixa visão, Língua Brasileira de Sinais (Libras) para pessoas surdas e Legenda para surdos e ensurdecidos (LSE). Já o canal do Youtube da Fundaj (https://bit.ly/2JxT6iT) oferece gravações de palestras, eventos, entrevistas e filmes educativos produzidos pela Massangana Audiovisual, que é da instituição. A série “500 Anos” e algumas edições do Seminário de Tropicologia estão disponíveis.

Muhne360º e Engenho360º: Os projetos Muhne360º e Engenho360º são mais duas alternativas para passar o tempo neste período de isolamento social em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Agora, também é possível conhecer as exposições do Museu do Homem do Nordeste e Engenho Massangana sem sair do sofá. Para isso, basta acessar os vídeos do Muhne no Youtube (www.youtube.com/channel/UCIIsHxxOcxo-A-OPFRx01hw/videos). A iniciativa é uma disponibilização do projeto itinerante que já percorreu várias regiões, levando entretenimento e conhecimento para comunidades mais carentes do país. Em um passeio imersivo, está disponível a possibilidade de movimentação da tela em smartphones para a realização de uma visita guiada com um dos nossos monitores. A ferramenta também funciona em computadores.

Biblioteca Blanche Knopf e Villa Digital: O site Pesquisa Escolar da Fundaj é produzido pela Biblioteca Blanche Knopf e agora tem um aplicativo só dele. Disponível para download gratuito, nos sistemas operacionais Android e iOS, o app é bem intuitivo. Além dos artigos informativos, nele, você encontra atividades pedagógicas para a criançada, como adivinhações e conteúdos para trabalhar brincadeiras de roda. Vale lembrar também que a plataforma pode ser traduzida para inglês e espanhol. No site da Villa Digital (http://villadigital.fundaj.gov.br/index.php) é possível encontrar livros da Biblioteca para ler online. Títulos como, “A Língua na Boca do Povo” e “A Menina-avó e seus Almanaques” podem ser encontrados. Além disso, a Villa também disponibiliza um vasto acervo iconográfico, sonoro e audiovisual.

Downloads de livros da Massangana: Em tempos de confinamento como medida de prevenção ao combate do novo Coronavírus, muita gente tem aproveitado esse tempo para resgatar aqueles livros esquecidos na estante e colocar a leitura em dia. Para quem ainda tá em dúvida sobre o que ler, uma boa sugestão é dar uma olhada no catálogo de livros lançados pela Editora Massangana e oferecidos gratuitamente para leitura e download. O acervo de livros disponibilizados ao público conta com títulos das mais diversas áreas de conhecimento como antropologia e economia, passando também por gêneros literários como a poesia. Para conferir esses livros, basta acessar a página da Editora Massangana, pelo site da Fundação Joaquim Nabuco (/www.fundaj.gov.br/index.php/pagina-editora-massangana) e clicar no link para download disponível ao final da descrição de cada livro.

IBGE SUSPENDE O SENSO DE 2020 POR CONTA DO COVID-19

segunda-feira, 23 de março de 2020

Censo 2020 é adiado para 2021. Como é do conhecimento de todos, a pandemia mundial provocada pelo coronavírus levou o Ministério da Saúde a declarar “Emergência em Saúde Pública da Importância Nacional”. Diante dessa grave situação vivenciada pela sociedade brasileira, o IBGE entende que a saúde e integridade de cada cidadão é o maior valor a ser preservado.

Assim, considerando a natureza e a dimensão do Censo Demográfico, o qual é realizado por meio da presença de mais de 180 mil recenseadores, que visitam, por sua vez, mais de 71 milhões de domicílios no território nacional, o IBGE decidiu adiar a operação censitária para o ano de 2021.
Gostaríamos portanto de agradecer as contribuições oferecidas, até o presente momento, por cada um dos membros que participaram das Reuniões de Planejamento e Acompanhamento do Censo (REPACs).

O IBGE aguardará o apropriado momento para retomar os trabalhos, entrando novamente em contato. Esperamos contar com a colaboração de todos vocês, tão logo a situação se normalize.
Desejamos precaução e saúde a todos, aspirando a reestabelecer as nossas atividades produtivas o mais brevemente possível.

Atenciosamente,
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE

PREFEITURA DE TEREZINHA SUSPENDE AULAS A PARTIR DESTA QUINTA (19)

quarta-feira, 18 de março de 2020

FERIADO DESTA SEXTA (6) COMEMORA A REVOLUÇÃO PERNAMBUCANA DE 1817

sexta-feira, 06 de março de 2020

O dia 6 de março é feriado em Pernambuco, após ter sido instituído em 2017. Mais do que um dia em que repartições públicas fecham e instituições de ensino não têm aula, a data magna estadual presta uma homenagem à chamada Revolução Pernambucana, quando o estado se tornou uma república independente do resto do Brasil colonial.

O ano era 1817. A então capitania de Pernambuco se revoltou e declarou independência do resto do Brasil no dia 6 de março, rompendo com o governo da família real portuguesa. A República de Pernambuco durou cerca de 70 dias, mas marcou a história do país. “É muito importante recordar, celebrar e estudar criticamente porque, dos movimentos anticoloniais, foi o único que de fato conseguiu tomar o poder e fundar um novo país”, explica o presidente do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano, professor George Cabral.

A bandeira do estado, ostentada por muitos pernambucanos com orgulho, é a mesma utilizada pelos revolucionários. Ela foi adotada pelo então governador, Manoel Borba, em 1917, lembra Cabral. A revolta é também conhecida como Revolução dos Padres. Na época, a maçonaria uniu forças com clero católico esclarecido. Ambos lutavam pela liberdade de pensamento, pelos direitos de cidadania e por uma imprensa livre. O estado independente durou cerca de 70 dias.

“Era um projeto de nação muito bem pensado, muito avançado para a época. Era um país com liberdade de consciência, culto, imprensa, além de uma preocupação muito grande com a transparência e legalidade das ações do governo. Tudo isso ficou registrado no projeto de Lei Orgânica”, detalha Cabral.

A República de Pernambuco, acredita o professor, deixa um legado para os dias atuais. “As coisas que eram defendidas em 1817 ainda são defendidas hoje. Eles lutavam contra o excesso de impostos, que é ainda uma bandeira nossa. Tudo isso tem que ser valorizado. Se nós, pernambucanos, não reconhecermos isso, como o resto do país vai?”, aponta. Fonte: Globo.com

GARANHUNS: AULAS DA REDE MUNICIPAL COMEÇAM NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA (5)

sábado, 01 de fevereiro de 2020

Tem início, na próxima semana, o primeiro semestre do ano letivo 2020 da Rede Municipal de Ensino de Garanhuns. O calendário da Secretaria Municipal de Educação (Seduc) começa na segunda (03) e terça-feira (04), quando a equipe da pasta promove encontros de planejamento e participa de uma capacitação com os formadores do programa ‘Educar pra Valer’.

Na quarta-feira (05), serão iniciadas as aulas em 53 instituições de ensino da rede, incluindo escolas e creches da sede e do campo. A secretária de Educação, Eliane Vilar, destaca o planejamento da pasta para elaboração do calendário escolar deste ano. “Desenvolvemos o calendário pensando no trabalho dos professores e da equipe pedagógica das escolas, além da aprendizagem dos nossos alunos. Trabalhamos também para adequar várias escolas da rede, com o objetivo de acolher todos da melhor forma possível e dar início às nossas atividades letivas”, pontuou.

GOVERNO DO ESTADO ANUNCIA NOVAS ESCOLAS DE TEMPO INTEGRAL

segunda-feira, 02 de dezembro de 2019

O governador Paulo Câmara anuncia a ampliação no número de escolas em tempo integral no Estado para o ano letivo de 2020, nesta terça-feira (03.12). Serão mais 25 escolas da rede estadual, sendo 14 integrais do Ensino Médio – incluindo uma Escola Técnica Estadual – nove integrais com dois turnos (Ensinos Fundamental e Médio) e duas integrais com dois turnos (Ensino Médio).

Atualmente, Pernambuco conta com 412 escolas em tempo integral, a maior rede do país, sendo 368 escolas de referência e 44 escolas técnicas. Hoje, 57% das vagas ofertadas no Ensino Médio no Estado já são em escolas dessa modalidade, antecipando e superando a meta do Plano Nacional de Educação para 2024.

DRONES – Um pouco antes da solenidade das escolas, o governador Paulo Câmara receberá, no Palácio, a doação de 20 drones, feita pelo Banco Itaú à Defesa Civil do Estado. Os equipamentos serão utilizados para auxiliar o trabalho da Coordenadoria de Defesa Civil (CODECIPE), sendo destinados aos municípios litorâneos do Estado, além da Codecipe, Corpo de Bombeiros, Secretaria Estadual de Meio Ambiente e CPRH. Os drones doados têm capacidade de voar até oito quilômetros de distância do operador, subir até seis quilômetros de altura e possuem uma autonomia de voo de 30 minutos.

DANILO CABRAL DIZ QUE EDUCAÇÃO PRECISA DE MAIS RECURSOS

terça-feira, 19 de novembro de 2019

Deputado Federal Danilo Cabral

Em meio as discussões sobre a manutenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o deputado federal Danilo Cabral (PSB) afirmou que todas as propostas do atual governo federal retiram recursos da educação pública brasileira. Ele citou a falta de acordo para a participação da União no novo Fundeb e a PEC do Pacto Federativo, apresentada na semana passada ao Congresso Nacional.

“O que a educação precisa é de mais recursos. Nações que integram a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico) investem quase US$ 10 mil por aluno na educação básica. Já no Brasil são pouco mais de US$ 3 mil”, destacou. O Fundeb é fonte de mais de 60% dos recursos que financiam desde a pré-escola até os Ensinos Médio e Técnico no País, mas será extinto em 2020. Na Câmara Federal, tramita uma proposta para tornar o Fundo constitucional, garantindo perenidade, além de aumentar a participação da União.

Vice-presidente da Comissão Especial sobre a PEC do Fundeb na Câmara, Danilo Cabral diz que, pela matéria, haveria aumento gradual da complementação feita pela União, dos atuais 10% para 40% em dez anos. “Mas o governo federal ainda concordou com esses percentuais. Nós esperamos que ele tenha sensibilidade para reconhecer a necessidade de garantir e ampliar os investimentos na educação”, frisou.

Segundo o deputado, a PEC do Pacto Federativo, além de prever a unificação dos percentuais constitucionais mínimos para saúde e educação, que vai tirar dinheiro da educação, a proposta retira a obrigatoriedade do poder público construir escolas e desresponsabiliza a União de garantir o fornecimento de material didático, transporte, alimentação e assistência à saúde para os estudantes.

“Na prática, a PEC libera indistintamente a oferta de bolsas financiadas com recursos públicos para escolas particulares. Será o início da privatização da educação básica e o mercado já está se movimentando”, disse Danilo Cabral. O parlamentar destaca que, no modelo do Pacto Federativo, a União, que é a maior arrecadadora de impostos entre os entes federados, desempenha um importante papel redistributivo. Danilo Cabral afirmou que a educação pública do Brasil está sofrendo ataques constantes. “Desde a instituição do Teto dos Gastos, o orçamento do MEC já foi reduzido em R$ 9 bilhões. Precisamos ficar vigilantes e nos mobilizar para evitar os retrocessos”, concluiu.

ELVIS AMÂNCIO FAZ CERIMONIAL DE MEGA EVENTO EM PETROLINA

sexta-feira, 08 de novembro de 2019

Em Petrolina, principal cidade do Sertão de Pernambuco, aconteceu semana que passou um evento que mobilizou toda a cidade. Foi o “Julgamento de Lampião”, que aconteceu no Centro Cultural do município sertanejo, atraindo em torno de 800 pessoas para assistirem, mais a mídia, local, estadual e nacional. Evento foi organizado pelo filósofo Anderson Wagner, promotor Fernando Delalata, outros promotores conhecidos como Eliane Gaia, do Recife, juízes e estudantes de Direito das faculdades de Petrolina.

Para fazer o cerimonial deste evento de peso, com a participação de tantas pessoas importantes, foi convidado pelos organizadores o jovem Elvis Amâncio, natural do Sítio Cruz, em Garanhuns, mas que hoje mora e trabalha em Paranatama, servindo ao governo do prefeito Valmir do Leite, que lhe tem prestigiado. Elvis confessa ter ficado orgulhoso pela chance de ter representado essa parte do Agreste do Estado no grande evento realizado em Petrolina.

Ele disse que foi uma coisa impressionante, toda a cidade se mobilizou em torno do “Julgamento de Lampião”, com o comércio, inclusive bares e restaurantes colaborando para o sucesso do verdadeiro espetáculo montado no Centro Cultural petrolinense. Para que ele fizesse o cerimonial à caráter, a organização lhe proporcionou o melhor. Desde a hospedagem no Hotel Velho Chico, até a roupa usada na solenidade, fornecida pela loja Companhia do Terno.

Ao se sair bem, recebendo elogios dos que o contrataram, Elvis ficou satisfeito não apenas por si, mas sobretudo por levar a principal cidade do Sertão de Pernambuco o nome de Paranatama e também de Garanhuns, município polo da região e sua terra natal. O jovem agradece a todos que lhe deram a oportunidade e ao prefeito Valmir do Leite por estar acreditando nele, possibilitando sua ascensão profissional. No próximo domingo, dia 10, o Fantástico vai exibir uma reportagem sobre o megaevento de Petrolina, que teve participação do garanhuense.

ESTUDANTE GARANHUENSE É FINALISTA DA 6ª OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA

quinta-feira, 07 de novembro de 2019

Garanhuns será bem representada na etapa final da 6ª Olimpíada Nacional de Língua Portuguesa. A estudante do 8º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Mário Matos, Júlia Iasmin Vieira dos Santos, venceu a medalha de prata na etapa regional da prova, realizada no mês de outubro, e poderá ser uma dos 28 alunos vencedores da etapa final, no próximo dia 09 de dezembro. A aluna participa da Olimpíada com o texto “O Sono roubou o tempo”, que aborda a história fictícia do sumiço do ponteiro do Relógio das Flores. 

Segundo o orientador da estudante, o professor Arnaldo Gomes, a olimpíada busca colocar o estudante como protagonista. “Em 2014, tive a oportunidade de concorrer ao título final da Olimpíada e me senti motivado a participar de novo. Este ano, convidei Júlia pois percebi que ela é uma estudante muito boa no que faz e possui muita criatividade na hora de escrever. O aluno é o protagonista da prova e nós, professores, somos os mediadores do conhecimento. No processo de escrita da crônica, nós estudamos notícias e fotos da cidade, para que pudesse ser despertada a sensação de pertencimento e o texto saísse rico em detalhes”, comentou.

Em sua sexta edição, a Olimpíada trabalha o tema “O lugar onde vivo”. A crônica escrita pela aluna garanhuense tem como título “O Sono roubou o tempo” e representa a história do município com os personagens do prefeito, secretários municipais, e personalidades da mídia local buscando descobrir o paradeiro do ponteiro do Relógio das Flores, que some misteriosamente. A ficção traz um ar bem-humorado e tem como referência um dos maiores pontos turísticos da cidade.  

A finalista, Júlia Iasmin Vieira dos Santos, revela que desde a infância gostava de Português. “Quando eu era criança, eu inventava textos retratando a minha vida, gostava de escrever, de ler livros e fazia poemas. Aqui na escola, a gente aprende muito, lê e se diverte. Eu sou muito incentivada pelos meus professores e amigos. As oficinas que a Olimpíada trouxe me ajudaram muito a construir a crônica e fiquei muito feliz quando fui convidada para concorrer”, finalizou.

Mais de 11 mil alunos de todo o país participaram do campeonato. Em Pernambuco, foram inscritos 642 textos e apenas seis foram selecionados para a semifinal. Na final, em dezembro, serão 28 vencedores, divididos em 5 categorias: poema, memórias literárias, crônica, artigo de opinião e documentário, que receberão como prêmio uma viagem com direito a um acompanhante, além de homenagens.

De acordo com o Ministério da Educação, a Olimpíada de Língua Portuguesa é um concurso de produção de textos para alunos de escolas públicas de todo o país. A ação recebe o apoio do Itaú Social, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), a Olimpíada integra as ações desenvolvidas pelo Programa Escrevendo o Futuro. Este ano, a Olimpíada homenageia a premiada escritora mineira Conceição Evaristo.

VISITAÇÕES GUIADAS LEMBRAM ANTIGA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE GARANHUNS

sábado, 02 de novembro de 2019

A Secretaria de Cultura de Garanhuns, buscando disseminar a história do município  através do seu contexto histórico inicia, no próximo sábado (09), o projeto ‘Visitação guiada no Centro Cultural’. A ação consiste num passeio pelas instalações internas e externas do prédio que abriga o Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti e o Teatro Luiz Souto Dourado, sempre aos sábados, das 10h às 13h, a partir de 09 de novembro, até dia 14 de dezembro.

Ao todo, serão seis sábados de um verdadeiro mergulho pelo local, conhecido como a antiga Estação Ferroviária de Garanhuns. Os passeios serão abertos à população e os turistas, gratuitamente, não sendo preciso agendamento prévio. A visitação, idealizada em parceria com o historiador Cláudio Gonçalves, que também será o guia das visitas, compreenderá um tempo estimado de 15 a 20 minutos. A expectativa é que, a cada sábado do período, sejam feitas 10 visitas, sejam elas individuais ou coletivas.

“Espero ver a história sendo divulgada. O centro cultural é a nossa antiga estação ferroviária, inaugurada em 1887, e ela faz parte do processo de criação da malha ferroviária de Pernambuco, colaborando para uma revolução na economia, na cultura, na prestação de serviços e nos meios de comunicação de Garanhuns e da região. É um prédio histórico com muitas lendas, e essa visitação vai aproximar a população com a história”, adianta o professor.