GARANHUNS: SEDUC CONTARA COM PROGRAMAÇÃO NA SEMANA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

domingo, 23 de agosto de 2020

A Secretaria de Educação de Garanhuns inicia nesta sexta-feira (21), uma série de atividades em alusão à Semana da Pessoa com Deficiência. A programação contará com palestras e rodas de conversa, ministradas por servidores da Rede Municipal de Ensino e convidados, transmitidas ao vivo no canal de YouTube da Secretaria de Educação. A programação será aberta ao público. O link de acesso ao canal será divulgado no primeiro dia de palestras, por meio das redes sociais da Prefeitura de Garanhuns. 

Amanhã (21), a partir das 19h, a equipe da Seduc irá participar da abertura virtual da Semana da Pessoa com Deficiência, promovida pelo Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comud), transmitido pelo canal no YouTube da Prefeitura Municipal de Garanhuns. Na segunda-feira (24), às 14h30min, será promovida uma contação de histórias com a professora de teatro Yalle Feitosa, com participação da coordenadora das salas de leitura municipais de Garanhuns, Cristiane Rufino. 

Na terça-feira (25), a partir das 14h30min, será realizada uma palestra sobre o tema geral da programação, que aborda “Desafios para inclusão e acessibilidade da pessoa com deficiência em tempos de pandemia”, ministrada pelo presidente do Comud, o advogado Jarbas Trindade, e pela professora Dra. Norma Vasconcelos. Já na quarta-feira (26), também às 14h30min, a Seduc promove vivências pedagógicas com as professoras de salas de Recursos Multifuncionais: Andressa Costa, da Escola Profa. Giselda Vieira Belo; Juliana Xavier, da Escola São Camilo; Joselana Pimentel, do Centro Municipal de Atendimento Psicopedagógico Professora Amélia Virgínia Santos de Oliveira (Cemap); Ana Cláudia Barreto, do Centro de Apoio Pedagógico às Pessoas Cegas (CAP); a Intérprete Janaína Camelo, da Escola Virgilia Garcia Bessa e a brailista Sara Raquel, da Escola Jaime Luna.

No dia 27, às 14h30min, será vivenciado o relato de experiência das famílias, com Renata Amorim, Robério e Sheila, pais de crianças e adolescentes com espectro autista, sobre os “Desafios para inclusão e acessibilidade da pessoa com deficiência em tempos de pandemia”. Para finalizar as atividades, será realizado o lançamento da Cartilha de Orientação à Pessoa com Deficiência, na sexta-feira (28), às 14h30min, encerrando com uma apresentação da cantora garanhuense e apoiadora da causa, Andreia Amorim.

GARANHUNS: PREFEITURA EMITE DECRETO QUE PRORROGA O INÍCIO DAS AULAS PRESENCIAIS

sábado, 08 de agosto de 2020

A Prefeitura de Garanhuns emitiu, nesta quinta-feira (06), um novo decreto que prorroga a suspensão de aulas presenciais no município e também estabelece regras para a retomada das atividades econômicas. As medidas do Decreto nº 074/2020 estão relacionadas ao funcionamento de instituições de ensino da rede pública e privada de Garanhuns, além de serviços de alimentação e academias.

Desta forma, está mantida a suspensão das aulas presenciais nas escolas, universidades e demais instituições de ensino, sejam públicas ou privadas, em todo o município, até o dia 30 de agosto de 2020. Também está autorizado o funcionamento dos restaurantes, lanchonetes e similares no município, das 06h às 22h. O funcionamento deve estar de acordo com os protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias, visando principalmente, a adoção de medidas que possibilitem o distanciamento físico entre as pessoas nestes locais.

Assim, é obrigatório o uso de máscaras por todos os servidores, bem como seus frequentadores, quando não estiverem se alimentando.Também deve-se observar a redução da capacidade de atendimento e mesas em 50% por cento do total. A venda e consumo de bebidas alcoólicas nos estabelecimentos que funcionam no interior de mercados públicos municipais está proibida.

Já as academias de ginástica poderão funcionar no horário de 06h às 22h, seguindo as normas já estabelecidas pelas autoridades sanitárias, tais como distanciamento entre os frequentadores, agendamento de horários, higienização dos equipamentos e controle do fluxo de pessoas no interior do ambiente. Os estabelecimentos citados são obrigados a disponibilizar aos clientes e frequentadores os itens de higienização das mãos recomendados, como utilização de pias com água, sabão e papel toalha ou álcool 70%.

A Vigilância Sanitária Municipal, juntamente com as demais autoridades fiscalizatórias, será responsável pela fiscalização do cumprimento das normas estabelecidas no decreto. Podendo ser adotadas medidas individuais previstas em lei, caso haja o descumprimento. Tais como, aplicação de multas, interdição do estabelecimento e cassação do respectivo alvará de funcionamento.

GOVERNADOR VAI INVESTIR R$ 23 MILHÕES PARA GARANTIR INTERNET GRATUITA AOS ESTUDANTES DO ESTADO

quinta-feira, 06 de agosto de 2020

O governador Paulo Câmara anunciou, nesta quarta-feira (05.08), um investimento de R$ 23 milhões para garantir internet gratuita aos estudantes da rede estadual de ensino, neste ano letivo de 2020, diretamente afetado pela pandemia da Covid-19. O programa, denominado “Conecta Aí”, vai beneficiar cerca de 500 mil alunos de escolas públicas estaduais, patrocinando pacotes de dados de internet para acesso gratuito ao material da Plataforma Educa-PE, do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) e do Google Classroom. Além disso, 30 mil professores da educação básica e cinco mil estudantes de baixa renda da Universidade de Pernambuco (UPE) também serão favorecidos.

A previsão para início do programa é 11 de agosto, em comemoração ao Dia do Estudante. “Esse é mais um importante passo para fortalecer a educação em nosso Estado, valor fundamental do nosso governo, e assegurar o acesso à internet neste período tão desafiador para todos. A pandemia da Covid-19 impôs desafios na educação, tanto para a administração pública quanto para as famílias e, sobretudo, para os professores e estudantes. Enquanto tivermos que conviver com as restrições provocadas pelo novo coronavírus, o ensino remoto fará parte do processo de aprendizagem”, afirmou o governador.

Os professores que atuam na rede pública estadual também serão beneficiados nas transmissões das aulas pela internet, no acesso às ferramentas virtuais de interação com os estudantes e na participação em diversos cursos oferecidos pela Secretaria de Educação e Esportes, por meio da plataforma Educa-PE. Trata-se de um grande programa de formação continuada, com foco no uso de novas tecnologias e desenvolvimento de competências.

“É importante registrar que o ‘Conecta Aí’ será muito relevante neste período de suspensão das aulas nas escolas, mas também após a retomada das atividades presenciais. O uso do conteúdo digital será fundamental para a adoção do ensino híbrido, modelo no qual o estudante faz parte das atividades na escola e complementa o aprendizado com atividades não presenciais”, disse o secretário estadual de Educação e Esportes, Fred Amancio. De acordo com o gestor, o conteúdo poderá ser acessado através de todas as operadoras de telefonia que atuam em Pernambuco, e os dados utilizados serão pagos pelo Governo do Estado.

CONTEÚDO ONLINE – A Secretaria de Educação e Esportes oferta aulas não presenciais através da plataforma Educa-PE desde 6 de abril, em quatro diferentes canais de TV aberta e na internet, pelo YouTube e Facebook. Em 16 de abril, foi lançado ainda o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), espaço que concentra recursos educacionais digitais alinhados ao Currículo de Pernambuco e integrado ao Educa-PE. A iniciativa reúne materiais de apoio pedagógico e videoaulas. A plataforma conta ainda com recursos extras para a preparação das aulas, atividades reflexivas e desafios temáticos. O AVA Educa-PE está disponível no site: http://educape.educacao.pe.gov.br/educape, e para acessá-lo o estudante utiliza a matrícula dele no Sistema de Informações da Educação de Pernambuco (SIEPE).

Também estão disponíveis as funcionalidades da ferramenta Google Classroom para todos os estudantes e professores. Além disso, o PE no ENEM oferece aulões preparatórios não presenciais todos os sábados pela manhã, em parceria com professores de escolas particulares, com transmissão ao vivo pela internet e por TV aberta. O órgão disponibilizou também, em seu site oficial, orientações de materiais complementares para estudantes e professores desenvolverem atividades e estudarem durante o período de isolamento. O conteúdo é voltado para a Educação Infantil, Ensino Fundamental (Anos Iniciais e Finais), Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Educação do Campo, Educação Inclusiva, Educação Indígena e para o Projeto Travessia.
Link para pronunciamento do governador e do secretário: https://we.tl/t-Fa5d3w6V2S

ALUNOS DO CAIC DE GARANHUNS REPRESENTAM PERNAMBUCO EM COMPETIÇÃO DE XADREZ

segunda-feira, 27 de julho de 2020

Os alunos da Escola Municipal Professor Antônio Gonçalves Dias, o Caic Garanhuns, têm se tornado referência na prática do xadrez. Os estudantes, que já representaram o município em diversos campeonatos estaduais e nacionais, participaram no último sábado (25), do 1º Desafio de Xadrez Escolar da Federação Catarinense do Desporto Escolar (FCDE). O torneio foi realizado online e os sete estudantes da Rede Municipal representaram todo o estado de Pernambuco.

Cerca de 92 escolas estiveram presentes no campeonato, com 135 inscritos de instituições escolares dos estados de Santa Catarina, São Paulo, Paraná, Sergipe, Pará, Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Pernambuco. O campeonato foi dividido em 12 classificações. Na categoria de 2º Ano do Ensino Fundamental, o estudante garanhuense Emanoel Felipe Maciel Cintra, ficou em sexto lugar. Na categoria de 4º Ano do Ensino Fundamental, os alunos Fábio Vitor Pereira e Richardson Santos Campelo, ficaram em quinto e 12º lugar respectivamente. 

A categoria de 5º Ano do Fundamental foi representada pela aluna Ana Rafaelly Santos Campelo, que conquistou o quinto lugar. As estudantes Mariane dos Santos Rocha e  Karoline Williane Carneiro da Silva também participaram do evento e ficaram em sétima e 17º colocação da categoria 7º Ano do Ensino Fundamental.

De acordo com o técnico da equipe, Audálio Júnior, os atletas agora estão treinando para o Circuito Online Global Chess de Xadrez Escolar. O campeonato estadual será realizado no próximo dia 01 de agosto, na plataforma online Lichess.org. “Quero agradecer ao apoio que estamos recebendo da Prefeitura e da Secretaria de Educação. Estamos nos preparando para conquistar boas classificações no torneio pernambucano e representar Garanhuns com muita maestria”, destacou o treinador. 

DANILO CABRAL COMEMORA A APROVAÇÃO DO NOVO FUNDEB

quarta-feira, 22 de julho de 2020

O deputado Danilo Cabral (PSB) celebrou a aprovação do Fundeb pela Câmara Federal nesta terça-feira (21). “A mobilização da sociedade, sobretudo dos que militam na educação, foi fundamental para o avanço da pauta na Casa e pela construção do relatório final da Professora Dorinha Seabra (DEM-TO). Prevaleceu o entendimento de que a educação é o caminho para a construção de um novo país, gerando cidadania e oportunidades”, afirmou. 

O principal instrumento de financiamento da educação básica brasileira passa a ser uma política de Estado, incorporada à Constituição, conferindo estabilidade aos investimentos municipais e estaduais. Além disso, amplia a participação da União na composição do fundo dos atuais 10% para 23% até 2026 e melhora a qualidade do gasto a partir dos indicadores de desempenho. “É um Fundeb maior, com melhor distribuição dos recursos e mais justo, que aponta para o futuro do Brasil”, declarou Danilo Cabral. 

Um dos avanços do Fundeb é ampliar sua presença nos estados – hoje ele chega a nove e passará para 24, gradualmente, até 2026. “Os municípios mais pobres do Brasil realmente passarão a receber a complementação do Fundeb”, afirma Danilo Cabral. O outro é a adoção de indicadores de melhoria do aprendizado com redução das desigualdades para o recebimento de mais recursos. “Já praticamos isso em Pernambuco e vimos como a gestão e os indicadores impactam positivamente na qualidade do ensino”, comentou o deputado. 

O texto aprovado também é um instrumento de valorização dos profissionais da educação, dando continuidade à política do piso salarial do magistério. O Fundeb hoje garante, no mínimo, 60% dos recursos para pagamento de salários do magistério. A partir do próximo ano, passará para 70% o mínimo investido em remuneração dos profissionais de educação.

A sessão de hoje começou tumultuada, com o governo orientando os partidos da base a não marcarem presença na sessão. Enquanto isso, tentava costurar a inserção de novos elementos no relatório da deputada Professora Dorinha Seabra (DEM -TO), depois que as tentativas do fim de semana não prosperaram. O acordo foi fechado no andamento da reunião plenária para, dos 23% de complementação da União, 5,25% serão destinados exclusivamente à educação infantil. Existem, no país, 6,5 milhões de crianças fora da escola. 

Pelo acordo, além do pagamento de profissionais, ficaram vinculados 15% do Fundeb para despesa de capital. Esse item foi acrescentado para garantir que as redes estaduais e municipais de ensino façam investimentos e não usem a totalidade de recursos do fundo para pagamento de pessoal. 

Em 2021, a complementação da União passa a ser de 12%. Nos anos seguintes, passa para 15%, 17%, 19%, 21% e 23%, respectivamente, até 2026. “O resultado foi o melhor possível após todos esses anos de tramitação da PEC do Fundeb e das intensas negociações nos últimos 18 meses. Apesar da falta de interesse do governo com a matéria, venceu a educação”, disse Danilo. 

A PEC, após ser votada pela Câmara, segue para análise do Senado. A aprovação também se dá em dois turnos, com votação favorável mínima de 60% dos senadores em cada um dos turnos. São necessários, na legislatura atual, aprovação de 49 dos 81 senadores. O intervalo entre as votações é de no mínimo cinco dias.

DANILO CABRAL ESPERA QUE O NOVO MINISTRO PROMOVA UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE

sábado, 11 de julho de 2020

Com indicação do pastor Milton Ribeiro para o Ministério da Educação, nesta sexta-feira (10), o deputado federal Danilo Cabral (PSB) diz esperar que o novo ministro tenha foco na promoção de uma educação pública de qualidade, assegurando investimentos, e buscando a integração da União, estados e municípios.  “Neste momento, em que discutimos como assegurar o financiamento para a educação básica do país, com o novo Fundeb, esperamos que o novo ministro defenda a ampliação dos recursos e não a retirada deles como propõe o ministro da Economia (Paulo Guedes)”, afirmou.

O deputado se refere à proposta do governo de retirar recursos do Fundo Nacional de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica para  outro programa social, o Renda Brasil. Este deve substituir o Bolsa Família e pode começar a vigorar após o fim do pagamento do auxílio emergencial de R$ 600. A PEC do novo Fundeb (15/15) deve ser colocada na pauta de votação da Câmara Federal na próxima semana, segundo já sinalizou o presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM -RJ). A proposta a ser votada pelos deputados prevê o aumento da participação da União, que hoje é de 10% na composição do Fundo, para 20% até 2026, crescendo percentualmente ano a ano. O texto está sendo discutido com o governo federal, que resiste em ampliar sua participação. 

Danilo Cabral também disse esperar que o novo ministro, pelo fato de ser pastor, não faça do MEC um espaço para disputa ideológica ou religiosa. “O Brasil já não aguenta mais esse debate. O Estado é laico e nós precisamos discutir o que é importante para a educação brasileira”, frisou. O parlamentar ressaltou que, em 18 meses de governo, os dois ministro antecessores criaram um tensionamento desnecessário no ambiente da educação brasileira. “Ele deve buscar colocar a educação como um valor central no desenvolvimento do Brasil, é fundamental termos um ministro que defenda a educação como uma saída estratégica para a reconstrução do Brasil”, completou.  

O deputado também defende que o novo ministro reposicione o Plano Nacional da Educação (PNE), que completou seis anos, como o grande norteador da política de reconstrução do país. “É preciso termos alguém que lute para viabilizar mais recursos para a educação pública brasileira, faça um trabalho integrado e articulado com governadores, prefeitos, universidades, estudantes, trabalhadores da educação, e promova um grande entendimento nacional pela causa da educação”, completou o parlamentar. 

Para Danilo Cabral, um dos desafios imediatos do novo ministro será o planejamento para a retomada das aulas presenciais em todo país. De acordo com o deputado, integrante das comissões de Educação e de Acompanhamento da Volta às Aulas, é urgente a aprovação do plano emergencial para a educação (projeto de lei 3.165/2020), que destina R$ 31 bilhões para a área. Os recursos recompõem o impacto da perda da arrecadação na educação.

DEPOIS DE MUITA PRESSÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ADIA O ENEM

quarta-feira, 20 de maio de 2020

O Ministério da Educação decidiu adiar o Exame nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 em função dos impacto da pandemia do novo coronavírus. “As datas serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais“, diz nota conjunta do Mec e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O cronograma inicial previa a aplicação do Enem 2020 impresso nos dias 1º e 8 de novembro. Já os participantes da versão digital, fariam a prova nos dias 11 e 18 de outubro. mais de 3,5 milhões de candidatos se inscreveram para o exame.

Para definir a nova data, o Inep promoverá uma enquete direcionada aos inscritos do Enem 2020, a ser realizada em junho, por meio da Página do Participante. As inscrições para o exame seguem abertas até as 23h59 desta sexta-feira, 22 de maio.

DEPUTADOS ACIONAM JUSTIÇA CONTRA A REALIZAÇÃO DO ENEM

terça-feira, 19 de maio de 2020

Os deputados federais Danilo Cabral, Julio Delgado e Rafael Motta, do PSB, protocolaram na Justiça Federal da 1ª Região pedido para interromper todos os prazos previstos para a realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2020. Para eles, não há condições de aplicação da prova no contexto da pandemia provocada pelo novo coronavírus, com a suspensão das aulas presenciais em todo país. 

“Com o isolamento social decorrente da Covid-19, nem todos os alunos têm acesso aos recursos necessários para acessar o conteúdo exigido na prova. Dessa forma, milhares de estudantes serão prejudicados se o calendário for mantido, indo de encontro a uma das principais marcas do Enem, que é a criação de oportunidades para as camadas historicamente excluídas do país”, justifica Danilo Cabral. 

O parlamentar destaca que, enquanto instituições particulares estão fornecendo ensino à distância, estudantes da rede pública, principalmente em lugares mais carentes, precisaram interromper os estudos por não ter acesso a internet. “Sem contar que muitos alunos sequer têm acesso à internet em suas residências”, acrescenta Danilo Cabral. Dados da pesquisa realizada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic), referentes as informações do ano de 2018, que mostram que apenas 67% dos domicílios no país têm acesso à internet, o que desequilibra o princípio da igualdade de condições entre os candidatos.

“No atual cenário de calamidade pública, manter as datas do exame seria uma total inversão dos fundamentos da República, transformando o Enem num instrumento de promoção de desigualdade. É imoral excluir os estudantes que não têm condição de manter o aproveitamento durante a pandemia”, reforçou Júlio Delgado.

Os deputados, na ação, em tutela de urgência, alegam que a realização do Enem fere os princípios de isonomia, impessoalidade e de eficiência da administração pública. Primeiro por tratar de forma desigual os alunos dos entes da federação, seja da rede privada de ensino, seja da rede pública. Depois por se transformar em um mecanismo discriminatório, na medida em que não se sabe quando as aulas retornarão e se os alunos do ensino básico estão tendo acesso aos conteúdos comuns da educação básica. Por fim, o Exame fere seu escopo, quando é pública e notória a incerteza em relação ao ano letivo de 2020. 

As inscrições começaram no último dia 11 e as provas presenciais estão marcadas para os dias 1º e 8 de novembro. Hoje (19), o Senado analisará projeto da senadora Daniela Ribeiro (PP-PB), que determina a suspensão do Enem. Propostas semelhantes tramitam na Câmara dos Deputados. Danilo Cabral também é autor de três propostas para suspender as inscrições do Enem, os PDLs 199/2020, juntamente com outros parlamentares do PSB, o 169/2020, com a deputada Professora Dorinha Seabra (DEM—TO) e 167/2020, com o Professor Israel Batista (PV-DF). 

O pedido para a suspensão dos prazos do Enem é direcionado ao Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e será julgado na 8ª Vara Federal Cível do Distrito Federal.

BREJÃO: SECRETARIA DE EDUCAÇÃO APLICA PROJETO PEDAGÓGICO DURANTE PANDEMIA

quarta-feira, 22 de abril de 2020

A Base Nacional Comum Curricular apresenta novas maneiras de ensinar e aprender, com isso, muitos professores estão se reinventando. Pensando nisso, a equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação de Brejão/PE elaborou projeto de intervenção para manter o desenvolvimento pedagógico e a rotina escolar durante a crise da COVID-19 (coronavírus).

“A educação do nosso município tem buscado atender a necessidade de seu aluno. Organizamos nosso tempo escolar preparando tarefas diversificadas e promovendo interações entre escola, família e sociedade, procurando atender cada estudante durante a crise instalada em nosso país e no mundo.” ressaltou Erivan Lopes, Secretário Municipal de Educação.

Engajando uma nova rotina diária, educadores do município vem promovendo o aprendizado à distância, com o compartilhamento de material por meio virtual e material impresso, protegido e higienizado àqueles que não possuem acesso à tecnologia. Com isso, o Governo de Brejão reafirma que a escola definitivamente não parou ! Nota¹: Registros fotográficos enviados pelos pais/responsáveis.

FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO ABRE CURSOS GRATUITOS PELA INTERNET

sexta-feira, 03 de abril de 2020

A Fundação Joaquim Nabuco está ativa em meios digitais. Por meio de teletrabalho, os colaboradores da Casa têm se empenhado para continuar prestando serviços à sociedade. As tão faladas videochamadas são aliadas nesse período de trabalho a distância. Pesquisas sobre o COVID-19, cursos online, aulas e defesas de teses, acervos de todos os tipos, visitas e pesquisas virtuais fazem parte do conteúdo gratuito disponível para o público. “Desde o anúncio da pandemia do coronavírus, a Fundaj tem adotado as medidas necessárias, tendo em vista o caráter delicado da situação. Estamos funcionando em regime especial. A casa continua ativa, oferecendo serviços e cultura digital”, afirmou o presidente da Fundaj, Antônio Campos.

A 103ª Reunião Ordinária do Conselho Diretor (Condir) da instituição aconteceu via Skype, na última quinta-feira (26) do mês de março. Os conselheiros aprovaram a proposta de plataforma online para operacionalização de alguns cursos, pela Diretoria de Formação Profissional e Inovação (Difor), a continuação dos trabalhos em home office com a presença física diária de um núcleo gerido pelo presidente na Casa e, também, a criação da comissão de planejamento e orçamento para 2020. Além disso, acontecem reuniões frequentes para monitoramento de crise.

Cursos da Difor: Dando continuidade aos cursos presenciais que foram interrompidos no dia 14 de março, a Diretoria de Formação Profissional e Inovação (Difor) retomará as aulas por meios online. Os alunos do curso “Revisão Linguística” e “Avaliação de Políticas Públicas” – o segundo em parceria com a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) – terão aulas a distância. O curso “Revisão Linguística” acontecerá por meio do serviço de videoconferência online Zoom. A volta às aulas está programada para a próxima terça-feira (7), seguindo o horário dos encontros presenciais, das 19h às 22h. “Essa é uma ferramenta fantástica, que permite a atividade simulada ao presencial. O Zoom possibilita o envio de arquivos, transmissão de apresentações, assim como perguntas e resposta. Nossa equipe acompanhará esses momentos, a fim de dar o suporte necessário”, destacou o diretor de Formação, Wagner Maciel.

Já a formação “Avaliação de Políticas Públicas”, terá suas atividades reunidas no software educacional gratuito “Moodle” ainda na próxima semana. Os encontros seguem sob orientação do professor Écio Costa. Dessa forma, garante-se a participação sem perdas ao aprendizado. Em breve, os alunos de ambos os cursos serão contactados por e-mail com as especificações de cada plataforma e orientações para o devido uso. As palestras do iNova Fundaj, projeto onde é falado sobre inovação na gestão pública, também terá um formato online. A partir do dia 15 de abril, os encontros digitais acontecerão uma vez por semana. Sempre nas quartas-feiras, das 19h às 20h30. Para isso ser possível, a plataforma Zoom será utilizada e os participantes deeverão se inscrever previamente pelo Sympla. Nos meses de abril e maio, respectivamente, serão ofertados, em formato remoto, os cursos Introdução ao Moodle e o de Formação de Tutores em Moodle, serão oferecidos em EAD. Ambos para 50 pessoas.

Por meio do Ensino a Distância (EAD), existe a possibilidade de serem operacionalizadas propostas de cursos a serem desenvolvidos por servidores da Casa, e também novas ideias. Eles poderão elaborar e ofertar minicursos de 12 a 30 horas aulas. Em breve, outras informações serão divulgadas nas nossas redes. Os alunos dos cursos que funcionarão a Distância serão informados assim que os detalhes forem ajustados.

Pesquisas: Visando oferecer pesquisas e análises sobre o novo Coronavírus (COVID-19), os pesquisadores da Fundaj têm desenvolvido algumas ações. Exposição de conhecimentos e plataforma online fazem parte dos trabalhos desenvolvidos. Por meio de seu Núcleo de Inovação em Políticas Públicas (NISP), que é ligado à presidência da Casa, a instituição acompanha os desdobramentos socioeconômicos causados pelo vírus que já atinge 6.836 pessoas em 20 estados brasileiros e no Distrito Federal. O Núcleo avalia a repercussão da pandemia e faz análises com possíveis sugestões de soluções para reparar danos em âmbito federal, com foco para a Região Nordeste. As reuniões, realizadas por Skype, são destinadas a pensar soluções para o Brasil pós pandemia. As contribuições são alinhadas ao importante pacote de medidas para minimizar efeitos do coronavírus, proposto pelo Governo Federal sob liderança do ministro Paulo Guedes.

Já o Centro Integrado de Estudos Georreferenciados para a Pesquisa Social (Cieg) da Fundaj desenvolveu um mapa que traz, diariamente, uma atualização da pandemia do COVID-19 no estado de Pernambuco, relacionando números de casos com a vulnerabilidade social. A geotecnologia de responsabilidade do pesquisador Neison Freire está disponível no site da Fundaj (www.fundaj.gov.br). “O monitoramento dos casos é atualizado diariamente, a partir dos informes epidemiológicos divulgados pela Secretaria de Saúde de Pernambuco. Além disso, os pesquisadores do Cieg adicionaram uma camada de vulnerabilidade social ao material”, explica o coordenador do Cieg, Neison Freire.

ProfSocio: Por meio de videochamadas, o Mestrado Profissional de Sociologia em Rede Nacional (ProfSocio) tem realizado defesas de dissertação e mantido suas atividades neste período. A disciplina Teoria das Ciências Sociais 3, com Joanildo Burity, dispõe de aulas online, incluindo chats entre alunos e professor. A experiência de avaliar virtualmente a defesa das pesquisas foi positiva. “Deu resultado. Combinamos com os participantes da banca via WhatsApp e utilizamos o Skype para a sala de videoconferência. Com os pacotes free existentes no mercado, conseguimos analisar os trabalhos, assim como o aluno e a aluna não tiveram problemas para defender a dissertação”, explicou a vice-coordenadora do ProfSocio da Fundaj, Darcilene Gomes.

Acervo Audiovisual: A Fundação Joaquim Nabuco disponibiliza um vasto acervo de produtos audiovisuais. O site da Cinemateca Pernambucana (cinematecapernambucana.com.br) disponibiliza 161 obras para você assistir na plataforma digital. São filmes, séries e documentários produzidos e dirigidos por realizadores pernambucanos. Na aba “acessibilidade” você encontra uma seleção de filmes do projeto Alumiar, disponíveis com acessibilidade comunicacional de Audiodescrição (AD) para pessoas cegas ou com baixa visão, Língua Brasileira de Sinais (Libras) para pessoas surdas e Legenda para surdos e ensurdecidos (LSE). Já o canal do Youtube da Fundaj (https://bit.ly/2JxT6iT) oferece gravações de palestras, eventos, entrevistas e filmes educativos produzidos pela Massangana Audiovisual, que é da instituição. A série “500 Anos” e algumas edições do Seminário de Tropicologia estão disponíveis.

Muhne360º e Engenho360º: Os projetos Muhne360º e Engenho360º são mais duas alternativas para passar o tempo neste período de isolamento social em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Agora, também é possível conhecer as exposições do Museu do Homem do Nordeste e Engenho Massangana sem sair do sofá. Para isso, basta acessar os vídeos do Muhne no Youtube (www.youtube.com/channel/UCIIsHxxOcxo-A-OPFRx01hw/videos). A iniciativa é uma disponibilização do projeto itinerante que já percorreu várias regiões, levando entretenimento e conhecimento para comunidades mais carentes do país. Em um passeio imersivo, está disponível a possibilidade de movimentação da tela em smartphones para a realização de uma visita guiada com um dos nossos monitores. A ferramenta também funciona em computadores.

Biblioteca Blanche Knopf e Villa Digital: O site Pesquisa Escolar da Fundaj é produzido pela Biblioteca Blanche Knopf e agora tem um aplicativo só dele. Disponível para download gratuito, nos sistemas operacionais Android e iOS, o app é bem intuitivo. Além dos artigos informativos, nele, você encontra atividades pedagógicas para a criançada, como adivinhações e conteúdos para trabalhar brincadeiras de roda. Vale lembrar também que a plataforma pode ser traduzida para inglês e espanhol. No site da Villa Digital (http://villadigital.fundaj.gov.br/index.php) é possível encontrar livros da Biblioteca para ler online. Títulos como, “A Língua na Boca do Povo” e “A Menina-avó e seus Almanaques” podem ser encontrados. Além disso, a Villa também disponibiliza um vasto acervo iconográfico, sonoro e audiovisual.

Downloads de livros da Massangana: Em tempos de confinamento como medida de prevenção ao combate do novo Coronavírus, muita gente tem aproveitado esse tempo para resgatar aqueles livros esquecidos na estante e colocar a leitura em dia. Para quem ainda tá em dúvida sobre o que ler, uma boa sugestão é dar uma olhada no catálogo de livros lançados pela Editora Massangana e oferecidos gratuitamente para leitura e download. O acervo de livros disponibilizados ao público conta com títulos das mais diversas áreas de conhecimento como antropologia e economia, passando também por gêneros literários como a poesia. Para conferir esses livros, basta acessar a página da Editora Massangana, pelo site da Fundação Joaquim Nabuco (/www.fundaj.gov.br/index.php/pagina-editora-massangana) e clicar no link para download disponível ao final da descrição de cada livro.